Menu

Informe Segurança

Prezadas famílias,

Nossa missão é promover o desenvolvimento humano de nossos meninos e meninas do Oficina. Trata-se de um desenvolvimento integral, humanizado que compreende aspectos intelectuais, afetivos e éticos.

Frente aos acontecimentos envolvendo situações de extrema violência em ambiente escolar, noticiadas recentemente, em escolas do nosso país, ressaltamos nosso compromisso com tal desenvolvimento por meio de uma maior atenção ao cuidado à proteção de nossos estudantes e ao seu necessário acolhimento.

A violência, de um modo geral, tem sido cada vez mais frequente na relação entre os seres humanos no mundo, mesmo em sociedades muito avançadas, estando atualmente, entre tantos outros fatores, atrelada ao desenvolvimento das tecnologias.

“As redes sociais têm sido abrigo transmissor de violência na medida em que atualmente tem sido comum que crimes aconteçam e se organizem através da comunicação por elas oferecidas. O problema, no entanto, não é da comunicação nas redes, mas da capacidade que o ser humano desenvolve no plano da insensatez, em função da ganância pelo poder” (Mirtes Cordeiro).

Como parte integrante e sensível dessa sociedade, o Colégio Oficina, sempre esteve atento às demandas inerentes ao processo educativo, aos anseios dos jovens e à extensão do que acontece na sociedade, colocando em prática um projeto de intervenção promovendo uma cultura da paz no ambiente escolar, acolhendo e permitindo sempre a expressão dos sentimentos, refletindo sobre as complexidades da sociedade atual e debatendo criticamente posturas violentas, através de rodas de conversas do Núcleo de Orientação Pedagógica e de aulas de Convivência Ética, com assessoria da pedagoga Danila Di Pietro (Doutoranda, especialista em Relações Interpessoais na Escola e pesquisadora integrante do GEPEM – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral e do Instituto de estudos Avançados da UNICAMP).  A partir dessas orientações, estamos planejando ações específicas, em sala de aula, para que tenhamos espaço de socialização dos últimos acontecimentos e acolhimento dos sentimentos. Como de praxe, o colégio possui espaço de conversas privadas se algum estudante demonstrar tal demanda.

Além desse cuidado emocional, a segurança física é fundamental. Contamos com um sistema interno de câmeras, e esse ano, com catracas de identificação de acesso por biometria; temos um grupo de brigadistas treinados para emergências e aumentamos a equipe de segurança que atua externa e internamente, para suporte e segurança da nossa comunidade escolar.

Iniciamos o contato com a equipe da Polícia Militar para reforçar a necessidade de ampliação da Ronda Escolar.

Para além dos muros da escola, o Ministério da Justiça e Segurança Pública está ampliando o combate às postagens divulgadas pela internet, declarando que nenhum movimento concreto foi identificado até o momento.

Para maior cuidado, observando a importância da parceria Família-Escola, algumas observações são recomendadas:

  • Supervisionar melhor os adolescentes no uso das redes sociais. Muitos são incapazes de reconhecer que os crimes têm relação com o discurso de ódio e com a cultura das armas.
  • Evitar ao máximo compartilhar em grupos sociais essas ameaças que só espalham o pânico e dão visibilidade ao discurso de ódio dos infratores.
  • Conversar com os/as filhos/filhas para que eles expressem seus sentimentos e medos, evitando situações de pânico, angústias.
  • Comunicar-se com a escola através do pedagógico@colegiooficina.com.br sempre que tiver alguma dúvida.
  • O Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com a SAFERNET Brasil, criou um canal exclusivo para recebimento de informações de ameaças e ataques contra as escolas:  https://www.gov.br/mj/pt-br/escolasegura

Juntos, família e escola, atravessaremos esse momento difícil e, como em todo processo educativo, tiraremos lições importantes para o aprimoramento do ato de educar.

Atenciosamente,

Direção do Colégio Oficina

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp