Menu

Subtema 1ª série 2023

1ª série – A televisão

Com a televisão, inventada por volta da década de trinta, mas difundida em massa a partir da década de 60, a comunicação alcançava um novo patamar. As transmissões jornalísticas ganhavam um realismo inédito, como na transmissão da morte de J. Kennedy em Dallas – Texas, em 22 de novembro de 63, ou de seu irmão Robert Kennedy, em 6 de junho de 68, a chegada do homem na Lua, a guerra do Vietnã e muitos outros “fatos” que entraram para a história. 

1ªA – Seriados e novelas – uma paixão nacional!

Os seriados e novelas vêm, desde há muito tempo, entretendo multidões presas às suas produções. Espectadores, mais ou menos apaixonados, não apenas assistem as produções, como as transformam em temas de conversas em casa, nos restaurantes, nos pontos de ônibus, nos botequins, etc. construindo identificações, estranhamentos e, em qualquer um dos casos, produzindo sentidos. No Brasil, a teledramaturgia é um caso à parte, operam às vezes como uma caixa de ressonância dos processos sociais, outras como orientação de modas e comportamentos.      

1ªB – Os Festivais da Canção – da televisão ao disco de vinil – Lado A e lado B

Processos sócio culturais, como a revolução dos comportamentos da contracultura, ou do Tropicalismo certamente não teriam o mesmo efeito sem o acompanhamento da mídia, por exemplo, no caso brasileiro, com programas como a Buzina do Chacrinha, ou os festivais de música da Record.  Pode-se dizer que o nascimento da MPB passou pelos festivais de música, promovidos por emissoras de TV, como a Record e a Globo, de 1965 a 1972. Em vez de chegar ao público pelo rádio, a música entrava na casa das pessoas pela televisão e só depois pelo disco. Os festivais acabaram se transformando em palco político. Com o surgimento da Tropicália e o uso de metáforas para protestar contra o regime, a censura passou a controlar os festivais, que eram parte importante do entretenimento durante o período. Informalmente foi criada a categoria dos “campeões verdadeiros” e os “morais”, aqueles cujas músicas viraram hinos sem ter vencido.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VEJA TAMBÉM