Menu

Subtema 7º ano 2023

7º ANOS: QUANTAS PÁGINAS TEMOS POR ESCREVER: os signos, a escrita, os registros, os livros.

7º ano A: Os tabletes de argila dos sumérios, o papiro dos egípcios: os registros começando… Os signos/símbolos que iniciaram os registros. 

Uma escrita sistematizada aparece somente por volta de 3500 a.C., quando os sumérios desenvolveram a escrita cuneiforme na Mesopotâmia. Os registros cotidianos, econômicos e políticos da época eram feitos na argila, com símbolos formados por cones. Nesse mesmo momento, surgem os hieróglifos no Egito. Essa escrita era dominada apenas por pessoas poderosas da sociedade, como escribas e sacerdotes. E hoje, como nos comunicamos através dos símbolos? Como nos entendemos através deles? Como a sociedade estrutura a sua comunicação através de legendas universais, símbolos nas redes sociais, no trânsito, nas sinalizações? Essa é a tarefa do 7ºA, apresentar como a sociedade se estruturou através dos registros e de que forma ela se comunica através dos símbolos/signos.

7º ano B: O pergaminho e o papel – entre o contar e o sentir

Se na Europa e Egito eram usados materiais pontiagudos para a escrita, junto com suportes firmes, como o papiro e o pergaminho, na China a escrita se desenvolveu de maneira mais fluida com o uso do pincel e de tecidos para escrever. O pergaminho está diretamente ligado às Bibliotecas – chegando às livrarias de hoje: banalização do conhecimento, modelos virtuais e físicos. Já a utilização do papel resgata o conhecimento e os sentimentos à prova que o papel nos proporciona ( cartas, bilhetes, fotografias, diários, poemas, músicas, emoções reveladas. Com a difusão do papel por outras culturas, o formato de códice (formato de livros com páginas que temos hoje) começou a ser mais utilizado, deixando para trás o volumem (formato de livro enrolado utilizado na antiguidade), possibilitando, posteriormente, o desenvolvimento da imprensa e a maior democratização do uso do livro e ajudando a estabelecer a forma linear de pensamento que possuímos hoje. A tarefa da turma será demonstrar a importância do papel, origem e confecção, benefícios, facilidades, prejuízos, consequências, além de revelar o quanto o contato com ele pode provocar emoções através dos registros. 

7º C: O Livro: da imposição e controle do saber e do pensamento à expansão das ideias, da liberdade do pensar e da difusão do conhecimento.

É notável o avanço intelectual que o ser humano teve após a invenção da escrita. Foi a partir dela que ele pôde catalogar e compartilhar as suas descobertas, dando origem ao que chamamos de livro. É dessa forma que a humanidade evolui. Cada geração acrescenta e registra uma descoberta que será passada para a próxima geração. Além da importância de levar o conhecimento de geração a geração, o livro tem uma importância fundamental na disseminação do conhecimento em uma mesma geração. Caberá a essa turma refletir sobre o papel da religião, tipos de livros, acesso aos livros, banalização do conhecimento, livro físico, virtual, os Kindle, os Ebooks e novas relações estabelecidas entre livro e sociedade e o contexto do livro na contemporaneidade.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

VEJA TAMBÉM